Hoje vim aqui contar um pouco do que aprendi sobre imigrar no inverno 🥶 de Portugal, que ninguém me contou e que não encontrei na internet. Pra começar, sou cearense, natural de Fortaleza. De inverno mesmo, eu só conhecia um pouco do que senti em São Paulo ou no Rio. Precisei imigrar em Outubro, logo no início do outono/inverno por conta do período de aulas.

Eu não comprei nada de frio antes, até mesmo pra poupar espaço na mala, mas eu sabia da rede Secondhand Humana onde os preços são super baratos e as roupas de ótima qualidade. Além dela, eu sabia também da famosa Primark , uma rede de fast fashion com muitas promoções. Eu achei que bastava comprar algumas peças e pronto, resolvido. MAS NÃO. Era preciso pensar pra muito além do vestuário. Explico:

Portugal vive um mito de que não possui um inverno tão rigoroso como o dos países mais ao norte da Europa. E sim, em quase todo país não há ocorrência de neve (com algumas exceções, você sabia?), mas não é por isso que o frio daqui não é intenso. Uma das razões para isso, é a estrutura física das casas que são antigas em sua maioria e que permitem a entrada da umidade, aumentando ainda mais a sensação de frio.

Dessa forma, como posso então escapar do frio intenso? ❄️

Sem uma casa quentinha, muitos recorrem aos aquecedores, dos quais o mais barato para se adquirir é o elétrico, porém ele se tornou o maior vilão da conta de energia. Um dos truques mais usados para evitar o alto consumo de eletricidade, é deixar o aquecedor ligado durante um tempo em um cômodo específico com as portas fechadas, e assim manter o calor ali com o aparelho desligado. Existem outros modelos de aquecedores como o de gás e óleo. Se puder investir em algum, aconselho pesquisar valores e o que melhor se adequa à sua sensação de frio.

Ah, há também os desumidificadores que podem ser um grande aliado mais barato para aquecer sua casa, retirando a umidade do ar. Já me aconselharam bastante! Em breve vou testar!

Ok, optei por não ter um aquecedor e desumidificador agora, como posso então improvisar?

Essa foi minha situação. Percebi que eu precisava de roupa de frio para dentro de casa também, não só para a rua! Parece algo óbvio, sim? Mas para mim não era. 

Conclusão

Pessoal, essas foram minhas dicas pra você chegar aqui mais preparado e bem informado caso sua vinda seja no inverno. Espero ter ajudado um pouco com minha experiência e fico na torcida para que sua jornada seja aquecida por muitos sonhos a serem realizados!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *